Blog da

Dialética





Conheça os principais conceitos do Mercado Editorial

13/08/2021

À distância, o Mercado Editorial pode parecer confuso para quem pensa em escrever um livro. Afinal, são muitas siglas e informações específicas, como DOI, ISSN, ISBN, Conselho Editorial... Mas, para auxiliar você que quer conhecer um pouco mais sobre esse mundo incrível da escrita, vamos apresentar hoje o conceito dessas siglas e expressões tão importantes!

 

Atualmente, vemos com muita frequência a publicação de textos e documentos em formato digital, como os e-books. Para identificá-los e acessá-los, especialmente em bibliotecas virtuais, surgiu o DOI, que é o Digital Object Identifier (Identificador de Objetos Digitais). Tanto na área acadêmica quanto na escrita livre existem documentos protegidos por direitos autorais, muitos deles publicados em periódicos e revistas online. Dessa forma, o DOI facilita a identificação e o acesso a esses documentos. 

 

No mesmo sentido do DOI, temos o ISBN e o ISSN, que são parecidos, mas não se confundem. O ISBN é um número que identifica publicações “isoladas”, ou seja, aquelas que não ocorrem de forma periódica ou seriada (podem ser livros, artigos ou outro tipo de publicação não periódica). ISBN significa International Standard Book Number (Padrão Internacional de Numeração de Livro). Como o próprio nome sugere, é um padrão utilizado pelo mercado editorial de todo o mundo e possui uma sequência numérica capaz de indicar diversos detalhes do livro, como o número da edição, o país, a editora de publicação, o autor e, claro, o título!

 

Já o ISSN é usado para publicações seriadas, como o seu próprio nome sugere (International Standard Serial Number ou Padrão Internacional de Numeração de Publicações Seriadas). Pelo ISSN é possível identificar uma publicação periódica, como revistas e jornais, por seu título, em qualquer idioma. A abrangência do ISSN é tão grande que ele permite a identificação de publicações que já se encerraram, bem como daquelas que ainda serão publicadas e estão em fase de pré-publicação. Esse padrão pode ser usado tanto para publicações impressas quanto para eletrônicas. 

 

Indo além das siglas, está cada vez mais comum o uso de Audiobooks. Trata-se da gravação do conteúdo de um livro (por isso é chamado de audiolivro ou, até mesmo, de livro falado). Essa gravação é feita de forma profissional em estúdios especializados e possui diversas vantagens, entre elas a acessibilidade do conteúdo, a praticidade (é possível ouvir no carro, em viagens etc.) e o aprendizado linguístico em relação às pronúncias, especialmente se ouvida em outro idioma. 

 

Quanto à estrutura editorial, temos a importantíssima expressão Conselho Editorial. Ele é formado por um grupo de pesquisadores que auxiliam no processo de seleção e nas demais etapas de publicações de trabalhos. O Conselho Editorial dá credibilidade às publicações, por isso, é ideal que seus membros pertençam a diversas instituições e sejam de diversas nacionalidades. Aqui na Dialética, os membros do Conselho Editorial estão vinculados às melhores universidades do Brasil e do mundo!

Entre em contato e publique seu livro!

 

Por Ana Paula Lasmar Corrêa


Compartilhe esse post:

Siga nossas redes sociais:


redes


Faria Lima Corporate, Avenida Brigadeiro Faria Lima, 4509 - 8º andar - Itaim Bibi, São Paulo - SP.
Telefone: (11) 4118-6308